Ver como página web

Boletim iCS: Fevereiro/2017

No primeiro mês do ano, o Clima e Sociedade esteve ativo com o planejamento para 2017 e acompanhamento do trabalho de seus atuais donatários. Janeiro marcou também a saída de Branca Americano, antiga coordenadora de portfólio, e o início do processo de seleção para o cargo de Coordenador de Portfólio de Economia e Política Climática.

No site do iCS, uma entrevista com André Degenszajn, secretário-executivo do GIFE, aborda o cenário do investimento social privado no Brasil, e o quanto organizações com foco em doações - como o Clima e Sociedade - são importantes para o desenvolvimento do país. Já em São Paulo, o aumento das velocidades máximas nas marginais, estipuladas pelo prefeito João Dória, é motivo de protesto de alguns donatários do portfólio de mobilidade urbana.

Confira essas e outras notícias abaixo.

DESTAQUES

POR DENTRO DO ICS
Equipe do iCS realiza retiro voltado para integração da equipe  |  Em entrevista ao iCS, André Degenszajn, do GIFE, fala sobre investimento social privado no Brasil e os objetivos para 2017

ENERGIA ELÉTRICA
Portfólio de Energia Elétrica planeja importantes eventos em 2017

MOBILIDADE URBANA
Ciclocidade, donatário do iCS, luta na justiça contra aumento de velocidade nas marginais de São Paulo  |  Lançados Cadernos Técnicos para Projetos de Mobilidade Urbana, com apoio do WRI Brasil Cidades Sustentáveis   |   Primeiro mês de atuação dos novos prefeitos têm alguns retrocessos e poucas novidades na área de mobilidade

POLÍTICA CLIMÁTICA
Branca Americana, coordenadora do portfólio de Política Climática, deixa o iCS  |  Engajamundo vence concurso internacional e apresentará projeto na Alemanha

ACONTECE NO BRASIL
Novo planejamento de Recursos Hídricos do Brasil levará em conta efeitos das mudanças climáticas

POR DENTRO DO iCS

Equipe do iCS realiza retiro voltado para integração da equipe
A equipe do iCS fez um retiro nos dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro em uma pousada em Sinal do Vale (Xerém, Rio de Janeiro). Durante os dois dias, com o auxílio de uma consultora externa, o Clima e Sociedade realizou dinâmicas de aproximação dos funcionários e definições de estratégias internas de atuação. Foi uma ótima oportunidade para unir a equipe, ter conversas francas, e tomar decisões sobre o funcionamento interno do iCS.

Em entrevista ao iCS, André Degenszajn, do GIFE, fala sobre investimento social privado no Brasil e os objetivos para 2017
O iCS entrevistou o secretário executivo do GIFE (Grupo de Estudos Fundações e Empresas), André Degenszajn. A conversa girou em torno dos resultados do Censo GIFE, principal pesquisa sobre investimento social privado no Brasil, e Key Facts, material que desdobra os dados obtidos com o Censo de 2014. Durante o bate-papo, André falou sobre o planejamento estratégico da organização – da qual o Clima e Sociedade é associado - para os próximos anos, os principais objetivos de 2017 e a importância de instituições doadoras no Brasil, como o iCS. Além disso, deixou uma mensagem sobre seu período à frente do GIFE, cargo do qual se despede em fevereiro. Confira a entrevista completa aqui.

ENERGIA ELÉTRICA

Portfólio de Energia Elétrica planeja importantes eventos em 2017
Em 2017, o Portfólio de Energia Elétrica do iCS estará envolvido na organização de vários eventos relevantes para a área.
Em março, haverá o quarto evento organizado pelo iCS em parceria com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE): o workshop “Mecanismos de Financiamento para a Eficiência Energética no Brasil”, que contará com a presença do setor financeiro, incluindo Febraban, BNDES, bancos privados e estatais. Nesta mesma linha, também se planeja um encontro para tratar de eficiência em edificações. Estes eventos fornecem subsídios para a elaboração do Plano de Ação em Eficiência Energética, a ser desenvolvido pela EPE, a pedido do Ministério de Minas e Energia.
Em junho, a Agência Internacional de Energia vai promover o seu treinamento anual em eficiência energética. As duas primeiras edições aconteceram em Paris, sede da organização, e a terceira, em 2017, foi transferida para o Rio de Janeiro. O iCS é apoiador da iniciativa. Espera-se cerca de 120 a 130 novos funcionários e oficiais de governos de várias partes do mundo que possuem programas de eficiência energética.

MOBILIDADE URBANA

Ciclocidade, donatário do iCS, luta na justiça contra aumento de velocidade nas marginais de São Paulo
Ao tomar posse como novo prefeito de São Paulo, João Dória decidiu cumprir sua promessa de campanha: aumentar os limites de velocidade nas marginais Pinheiros e Tietê, as duas mais movimentadas da cidade. O Ciclocidade, donatário do Clima e Sociedade, entrou com uma Ação Civil Pública contra esta medida, argumentando que a diminuição da velocidade máxima (promovida pela prefeitura anterior) levou a queda no número de atropelamentos e colisões. Teme-se que o aumento da velocidade signifique maior risco de acidentes. Ciclocidade chegou a obter uma liminar na justiça que proibia o ato da prefeitura – mas ela foi cassada. A ONG, agora, recorre na justiça contra a decisão.

Lançados Cadernos Técnicos para Projetos de Mobilidade Urbana, com apoio do WRI Brasil Cidades Sustentáveis
O Ministério das Cidades lançou em dezembro os Cadernos Técnicos para Projetos de Mobilidade Urbana, desenvolvido pela Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana com apoio técnico da ANPTrilhos e WRI Brasil Cidades Sustentáveis, donatário do iCS. Na coleção, que se divide em três volumes, são apresentados critérios para a implantação de infraestrutura de sistema de mobilidade urbana, como corredores BRT, e sistemas de transporte ativo, como calçadas e infraestrutura cicloviária.

Primeiro mês de atuação dos novos prefeitos têm alguns retrocessos e poucas novidades na área de mobilidade
Janeiro foi o primeiro mês dos novos prefeitos nas principais cidades de atuação do portfólio de Mobilidade Urbana do Clima e Sociedade – apenas Recife teve seu prefeito reeleito, com a manutenção de seu secretário de Mobilidade e Controle Urbano. Confira abaixo as primeiras medidas e intenções dos secretários de mobilidade e transporte no Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Recife.

Rio de Janeiro
Fernando MacDowell
Secretário Municipal de Transporte e Vice-Prefeito
Status: Novo no cargo
  • Análise de municipalização do metrô
  • Proposta de redução da velocidade nos corredores de BRT
  • Possível revisão de tarifas do BRT
São Paulo
Sergio Avelleda
Secretário Municipal de Mobilidade e Transporte
Status: Novo no cargo
  • No último dia 25 de janeiro, o prefeito de São Paulo, João Dória, aumentou oficialmente os limites de velocidade para automóveis nas marginais Tietê e Pinheiros
  • Previsão de nova licitação dos serviços de ônibus
Recife
João Braga
Secretário de Mobilidade e Controle Urbano
Status: No cargo desde 2013
  • No último mandato, implantou a Faixa Azul e Zonas 30
  • Em janeiro de 2017, reajuste de 14% nos preços das passagens de ônibus no Grande Recife
Belo Horizonte
Maria Fernandes Caldas
Secretária Municipal de Serviços Urbanos
Status: Nova no Cargo
  • Já foi secretária de Planejamento Urbano, secretária de Planejamento, Orçamento e Informação e secretária de Políticas Urbanas de Belo Horizonte.
  • Ainda não há medidas concretas anunciadas em sua gestão.
POLÍTICA CLIMÁTICA

Branca Americana, coordenadora do portfólio de Política Climática, deixa o iCS
Branca Americano se desligou do iCS no final de janeiro. Parte do DNA original da organização, quando ainda chamava-se Ical/Larci, em 2013, “Branca contribuiu de forma definitiva na decisão do iCS de apoiar atores e iniciativas que promovam uma visão estratégica de planejamento de longo prazo, na construção de um Brasil mais justo e de baixo carbono”, escreveu Ana Toni, diretora do Clima e Sociedade, em comunicado oficial.
O iCS abriu processo seletivo para escolher o novo profissional que assumirá o Portfólio de Economia e Política Climática.

Engajamundo vence concurso internacional e apresentará projeto na Alemanha
O Engajamundo, donatário do Clima e Sociedade, venceu o concurso Juventude e Meio Ambiente, da Agência Europeia do Ambiente (AEA), e agora terá a oportunidade de apresentar seu trabalho sobre jovens e mudanças climáticas na Alemanha. Com 5 mil curtidas na página da AEA no Facebook, a entidade brasileira venceu projetos de jovens e estudantes da própria Alemanha, Vietnã e Gana. De acordo com os organizadores, o Engajamundo aproxima a realidade do aquecimento global dos jovens brasileiros com oficinas e atividades em todo o país.

ACONTECE NO BRASIL

Novo planejamento de Recursos Hídricos do Brasil levará em conta efeitos das mudanças climáticas
O novo planejamento de recursos hídricos do Brasil, até 2020, levará em consideração os efeitos das mudanças climáticas, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente. Segundo o diretor do Departamento de Recursos Hídricos do Ministério, Sergio Gonçalves, o planejamento hídrico precisa estar alinhado a objetivos assumidos pelo país internacionalmente, como o Acordo de Paris. Algumas regiões do Brasil estão passando por uma crise hídrica, acentuada por mudanças climáticas e problemas de gestão de água. A seca afeta a capacidade produtiva de hidrelétricas e pode provocar o aumento de uso de fontes não renováveis na geração de eletricidade. Confira a notícia do Observatório do Clima.


Este é um boletim mensal enviado pelo Instituto Clima e Sociedade – iCS.
Por favor, envie suas sugestões ou comentários para luiza@climaesociedade.org.
Caso não deseje receber novamente este boletim, escreva para ics@climaesociedade.org .