Ver como página web

Boletim iCS: Maio/2017
DESTAQUES

POR DENTRO DO ICS
Preparativos para recebermos líderes de filantropia no Rio de Janeiro em junho   |   Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica recebe palestra de Luiza de Mello e Souza, do iCS, sobre relação doador-donatário

MOBILIDADE URBANA
Corrida Amiga lança campanha para cidadãos denunciarem problemas em calçadas, ruas e praças que comprometem vai e vem dos pedestres   |   Prefeito de São Paulo, João Dória quer remover ciclovias da capital e opõe interesses de ciclistas ao de comerciantes   |   Cidade dos Sonhos apresenta revisão do Programa de Metas da prefeitura de São Paulo para 2017-2020   |   WRI Brasil lança duas publicações sobre mobilidade urbana durante IV EMDS; iCS participa como convidado em painel sobre mobilidade ativa

ECONOMIA E POLÍTICA CLIMÁTICA
Em entrevista ao iCS, Alfredo Sirkis fala sobre o Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas e o panorama político brasileiro em relação ao tema   |   Clima e Sociedade participa das discussões em três Câmaras Temáticas do FBMC: Visão de Longo Prazo, Transportes e Mobilidade e Energia Elétrica   |   Ana Toni participa de Reunião Anual do Observatório do Clima

ACONTECE NO BRASIL
Thelma Krug deixa cargo de Diretora de Políticas de Combate ao Desmatamento do Ministério do Meio Ambiente   |   Jorge Viana assume Comissão sobre Mudanças Climáticas do Congresso Nacional e realiza audiência pública sobre o Acordo de Paris   |   Grupos Indígenas protestam em Brasília contra políticas públicas e em favor da demarcação de terras

DOAÇÕES APROVADAS EM ABRIL
Instituto Centro de Vida – R$ 320.000,00  |  Instituto Nossa BH – R$ 300.000,00  |  EOS Consultoria em Sustentabilidade e Estratégia Ambiental – R$ 44.500,00  |  CEBDS – Marina Grossi – R$ 6.000,00

POR DENTRO DO iCS

Preparativos para recebermos líderes de filantropia no Rio de Janeiro em junho
Os preparativos para a reunião “Deep Dive”, a ser realizada em junho, seguem em ritmo acelerado, sob a liderança de ClimateWorks. Com o título ‘Uma reunião de estratégia para líderes de filantropia na área de clima: Oportunidades, desafios e alavancas para o impacto em mudança climática através de investimentos no Brasil’ este encontro terá uma semana de duração e será realizado no Rio de Janeiro, com a presença de importantes instituições filantrópicas baseadas na Europa, EUA e Brasil. Desde 2016, iCS e CLUA vem trabalhando com ClimateWorks na definição da agenda e na lista de convidados, recebendo para isto valiosa contribuição do Instituto Arapyaú e input de várias organizações filantrópicas que participarão do evento.

Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica recebe palestra de Luiza de Mello e Souza, do iCS, sobre relação doador-donatário
Luiza de Mello e Souza, Gerente de Relações Institucionais do iCS, palestrou no Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica (FIFE), em abril, em Foz do Iguaçu. O evento contou com a presença de 500 profissionais de filantropia das mais diversas áreas. A fala de Luiza foi sobre a Relação Doador – Donatário, discutindo questões delicadas acerca de poder, parceria, confiança e monitoramento. Segundo Luiza, o FIFE é um importante evento de capacitação e troca de experiências em filantropia, e sua fala foi uma oportunidade de compartilhar um pouco a experiência de quem atua tanto fazendo doações como recebendo-as.

MOBILIDADE URBANA

Corrida Amiga lança campanha para cidadãos denunciarem problemas em calçadas, ruas e praças que comprometem vai e vem dos pedestres
O Instituto Corrida Amiga, donatário do iCS, lançou a campanha Calçada Cilada ao lado de organizações parceiras. A ideia é mobilizar a população de cidades a fim de identificar problemas nas calçadas, avenidas, ruas e praças, tais como buracos, degraus, postes errados e obstáculos diversos que comprometem o vai e vem dos pedestres. Fotos e relatos devem ser publicados no aplicativo Colab, disponibilizado pelos organizadores da campanha para iOS e Android, ao lado da hashtag #cilada. A iniciativa já tem mais de mil denúncias dos quatro cantos do Brasil, sendo calçadas estreitas, esburacadas, irregulares e obstruídas as #ciladas mais frequentes.

Prefeito de São Paulo, João Dória quer remover ciclovias da capital e opõe interesses de ciclistas ao de comerciantes
No último dia 20, o prefeito de São Paulo, João Dória, afirmou que pretende remover ciclovias, em especial na periferia da capital, “principalmente onde elas não podem ser usadas de forma segura (...) e onde não há utilização de bicicletas”. Segundo ele, há oposição entre o interesse de ciclistas e o de comerciantes. Cicloativistas donatários do Clima e Sociedade, como Willian Cruz, do Vá de Bike, e Daniel Guth, do Ciclocidade, reagiram contrários à medida. Segundo Cruz, tirar as ciclovias significa colocar a vida das pessoas em risco. Já Guth ressalta que a polarização entre comerciantes e ciclistas feita pelo prefeito gera o risco de novos conflitos.

Cidade dos Sonhos apresenta revisão do Programa de Metas da prefeitura de São Paulo para 2017-2020
No final de março, a prefeitura de São Paulo lançou o Programa de Metas 2017-2020. O Cidades dos Sonhos, donatário do iCS, fez uma análise das metas e linhas de ação apresentadas e, ao lado de parceiros temáticos, organizou documentos com sugestões para tornar o Programa mais palpável e possível de ser acompanhado e monitorado pela população. Com o objetivo de aumentar a visibilidade dessa revisão durante o período de consulta pública, foi lançada no dia 18 de abril a campanha #MetasDeSP, que reuniu ações de rua, plataforma de pressão online e materiais de divulgação nas redes sociais.
“Esse esforço é importante porque um dos maiores desafios para as cidades é como as políticas e o planejamento de mobilidade urbana sobrevivem à troca de prefeitos. Cimentar no Plano de Metas continuidades e comprometimentos é fundamental, e é isso o que o Cidade dos Sonhos e parceiros estão tentando fazer em São Paulo”, avalia Walter Figueiredo de Simoni, coordenador do portfólio de Mobilidade Urbana do Clima e Sociedade.

WRI Brasil lança duas publicações sobre mobilidade urbana durante IV EMDS; iCS participa como convidado em painel sobre mobilidade ativa
O WRI Brasil lançou, durante o IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (EMDS), em Brasília, duas importantes publicações para qualificar o debate de mobilidade urbana no Brasil, que geram escala para os trabalhos que o iCS realiza com seus donatários: Os 8 Princípios da Calçada e Acessos Seguros. Paula Santos, coordenadora de mobilidade urbana e acessibilidade do WRI, foi a responsável pela divulgação no terceiro minicurso do TUMI – Iniciativa Transformadora da Mobilidade Urbana.
O Clima e Sociedade foi representado no evento por Walter Figueiredo de Simoni, que participou de um painel sobre mobilidade ativa e espaços públicos ao lado de Clarisse Linke, do ITDP, JP Amaral, do Bike Anjo (ambos donatários do iCS) e Fabio Ney Damasceno, secretário de Mobilidade do Distrito Federal. “Foi um debate excelente, com participação de muitos municípios e ótimas trocas de experiências”, avaliou Walter.

ECONOMIA E POLÍTICA CLIMÁTICA

Em entrevista ao iCS, Alfredo Sirkis fala sobre o Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas e o panorama político brasileiro em relação ao tema
Alfredo Sirkis tem um primeiro grande desafio à frente do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas (FBMC): envolver o Poder Público, que passa por uma profunda crise política, o setor privado e a sociedade civil nas discussões e análises técnicas que devem embasar o documento brasileiro com ações e metas do governo para alcançar as promessas da NDC (Contribuições Nacionalmente Determinadas, na sigla em inglês) brasileira. Em entrevista exclusiva ao iCS, ele fala abertamente sobre as dificuldades políticas para avançar com a pauta climática, o potencial brasileiro de contribuir com emissões negativas de gases de efeito estufa e a importância da filantropia para o tema.

Clima e Sociedade participa das discussões em três Câmaras Temáticas do FBMC: Visão de Longo Prazo, Transportes e Mobilidade e Energia Elétrica
O Clima e Sociedade acredita que o diálogo com todas as esferas da sociedade é fundamental para o cumprimento das metas estabelecidas pela NDC brasileira. Por esse motivo, participa de três Câmaras Temáticas do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, que analisam setores da sociedade e capacidades de redução de emissões de gases de efeito estufa. São elas: Visão de Longo Prazo, Transportes e Mobilidade, e Energia Elétrica. A Câmara dedicada a Visão de Longo Prazo teve sua primeira reunião em 13 de abril.

Ana Toni participa de Reunião Anual do Observatório do Clima
Ana Toni foi a única doadora presente na reunião anual do Observatório do Clima , realizada na sede da Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi) em Atalanta, Santa Catarina, com a presença de 43 pessoas. Foi um produtivo encontro de três dias, no qual celebrou-se os 15 anos do OC e se discutiu ações futuras da rede e sua governança. Dentre os tópicos abordados no planejamento estratégico do OC destaca-se a implementação da NDC brasileira de 1,5oC. Como resultado das discussões foi lançada a Carta de Atalanta, um documento em protesto contra o ataque coordenado do Congresso Nacional e do governo de Michel Temer à proteção ambiental e aos direitos dos povos tradicionais.

ACONTECE NO BRASIL

Thelma Krug deixa cargo de Diretora de Políticas de Combate ao Desmatamento do Ministério do Meio Ambiente
Thelma Krug não é mais diretora de Políticas de Combate ao Desmatamento do Ministério do Meio Ambiente (MMA). Vice-presidente do IPCC, Krug é uma das criadores do Prodes, sistema por satélite que monitora anualmente o desmatamento. De acordo com o Observatório do Clima, donatário do iCS, a saída acontece em função de desentendimentos com Marcelo Cruz, secretário-executivo do MMA – ele teria questionado os dados de desmatamento do Instituto Nacional de Pesquisas espaciais (INPE), ao qual Krug é ligada, afirmando que o Prodes enxerga apenas os desmates maiores que 6,25 hectares. O INPE, por sua vez, afirma que todas as informações são aferidas, porém só mostra os desmatamentos maiores e em florestas primárias para manter a comparabilidade da série histórica. O biólogo Jair Schmitt, coordenador-geral de Fiscalização Ambiental do Ibama, é seu substituto.

Jorge Viana assume Comissão sobre Mudanças Climáticas do Congresso Nacional e realiza audiência pública sobre o Acordo de Paris
Jorge Viana, senador pelo Acre (PT), assumiu a presidência da Comissão Mista Permanente sobre Mudanças Climáticas do Congresso Nacional. No dia 5 de abril, ele promoveu a primeira audiência pública à frente da Comissão para discutir o Acordo de Paris e as mudanças anunciadas pelo presidente norte-americano Donald Trump na política ambiental daquele país. Em março, ao assumir a posição, Viana garantiu que pretende trazer um debate à sociedade sobre alterações no transporte coletivo de massas, considerando o transporte elétrico e outras soluções tecnológicas que apresentem inovação ao setor.  

Grupos Indígenas protestam em Brasília contra políticas públicas e em favor da demarcação de terras
Cerca de 4 mil indígenas de diferentes estados brasileiros foram a Brasília na última semana de abril protestar contra a redução dos direitos dos povos. Entre as principais demandas, estão a identificação, demarcação e proteção das terras indígenas, a melhoria nos sistemas de saúde e educação e a crítica ao sucateamento da Fundação Nacional do Índio (Funai). Durante um ato pacífico no dia 27 de abril, os indígenas protocolaram o documento final do Acampamento Terra Livre, em sua 14ª edição, em alguns ministérios e no Palácio do Planalto. O texto, além de elencar as reivindicações, tem caráter político e convida a sociedade brasileira e a comunidade internacional a se unirem na luta pela defesa dos territórios dos povos originais brasileiros.

DOAÇÕES APROVADAS EM ABRIL

Instituição Donatária: Instituto Centro de Vida
Valor Doado: R$ 320.000,00
Duração da doação: 12 meses
Portfólios: Energia Elétrica

Propósito da Doação: O projeto visa consolidar uma Rede Socioambiental de Monitoramento Independente Participativo de Hidrelétricas na Amazônia, no contexto das Mudanças Climáticas. A consolidação desta Rede se dará por meio de dois objetivos principais: fortalecimento do conhecimento sobre o setor elétrico, planejamento e as mudanças climáticas na sociedade civil desta Rede – em particular no terceiro setor, movimentos sociais e foco com Povos Indígenas; Fortalecimento da participação da sociedade civil no monitoramento de hidrelétricas na Amazônia por meio da Rede Socioambiental de Monitoramento Independente nas bacias do Tocantins, Tapajós e Xingu.


Instituição Donatária: Instituto Nossa BH
Valor Doado: R$ 300.000,00
Duração da doação: 12 meses
Portfólio: Mobilidade Urbana

Propósito da Doação: O projeto propõe ações que incidam sobre o processo de transição do Observatório da Mobilidade Urbana de Belo Horizonte (ObsMob-BH) no recente cenário de mudança de governo, garantindo sua continuidade em bases mais democráticas e transparentes. Pretende-se preparar o ObsMob-BH para ser progressivamente assumido pela sociedade civil, envolvendo e capacitando atores sociais atuantes e propor e acompanhar a formação de um ObsMob Metropolitano. Há também a intenção de registrar a experiência de Belo Horizonte para facilitar a replicabilidade em outros contextos e cidades, além de produzir debates e documentos de referência que contribuam para atuação local em prol da mobilidade urbana sustentável.


Instituição Donatária: EOS Consultoria em Sustentabilidade e Estratégia Ambiental
Valor Doado: R$ 44.500,00
Duração da doação: 6 meses
Portfólios: Política e Economia Climática

Propósito da Doação: Entender as diferenças entre as diversas estruturas de modelagem de cenários de mitigação para que se avance com um debate bem informado sobre políticas climáticas custo-eficientes para o Brasil.


Instituição Donatária: CEBDS – Marina Grossi
Valor Doado: R$ 6.000,00
Duração da doação: 1 mês
Portfólios: Política e Economia Climática

Propósito da Doação: Apoiar a participação de Marina Grossi no 2º Encontro Anual GPLC (Carbon Pricing Leadership Coalition) – Second Annual High Level Assembly -, que acontecerá em Washington DC no dia 20 de abril de 2017.


Este é um boletim mensal enviado pelo Instituto Clima e Sociedade – iCS .
Por favor, envie suas sugestões ou comentários para luiza@climaesociedade.org .
Caso não deseje receber novamente este boletim, escreva para ics@climaesociedade.org .